Imprensa

Dia Nacional da Indústria: Lorenzetti se torna uma das maiores metalúrgicas de São Paulo



Prestes a completar 95 anos de história, empresa é um dos principais ícones do setor industrial nacional 

 

Comemorado em 25 de maio, o Dia Nacional da Indústria homenageia o setor de produção de maior representatividade para a economia nacional. A data foi instituída em 1948, em tributo ao patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen. Duas décadas antes do acontecimento, a Lorenzetti já atuava no Brasil com fábrica instalada no tradicional bairro da Mooca, na zona leste de São Paulo. Prestes a completar 95 anos de história, a empresa se renovou ao longo do período e se tornou uma das maiores metalúrgicas da cidade de São Paulo. 

 

Com trajetória marcada pela constante inovação, ética e pioneirismo, a Lorenzetti teve papel preponderante para a afirmação do setor industrial brasileiro. Fundada pela família Lorenzetti em 1923, a empresa inicia os trabalhos quando, em viagem ao Brasil, o engenheiro Alessandro Lorenzetti decide instalar em São Paulo a primeira fábrica brasileira de parafusos de precisão. Após alguns meses do início das atividades da empresa, chegam ao Brasil os seus filhos Lorenzo e Eugênio que, juntos, continuaram as ações iniciadas por Alessandro, criando as bases do que é hoje uma das maiores fabricantes de soluções domésticas. 

 

Raízes paulistanas. Ao longo de várias décadas, o bairro da Mooca se mantinha como uma das principais regiões com concentração de grandes indústrias, dentre elas, Brinquedos Bandeirante, Arno, Companhia de Calçados Clark e Antarctica. Porém, a Lorenzetti foi a única grande metalúrgica a permanecer em solo mooquense, com três unidades fabris, bases para a produção de duchas, chuveiros e torneiras elétricas, metais sanitários, torneiras plásticas e purificadores de água. “Nossas raízes sempre estiveram na Mooca, bairro que temos uma ligação muito forte e que respira inovação. São quase 95 anos de uma rica história, 95 anos de Mooca”, ressalta Paulo Sergio Galina, responsável pelo marketing da Lorenzetti. 

 

Reinvenção. Presente há décadas nos lares brasileiros, a Lorenzetti se reinventou ao longo dos anos, sempre disposta a oferecer soluções práticas e econômicas. A Segunda Guerra Mundial, por exemplo, trouxe grandes desafios para a companhia. Devido à escassez de gasolina, a empresa fabricou aparelhos que utilizavam o carvão como fonte de energia para o funcionamento de motores. Este equipamento, conhecido como gasogênio, era instalado em veículos automotores.  

 

Na década de 30, a Lorenzetti passou a importar material elétrico de instalação, transformando-se, após nacionalizar a produção na maior fábrica de materiais elétricos da América Latina. 

 

Na década de 50, a empresa iniciou a produção do chuveiro elétrico automático que, rapidamente, tornou-se o principal produto da marca. Com o sucesso do sistema de aquecimento elétrico da Lorenzetti, a linha de aquecimento foi ampliada, por meio da produção de torneiras e aquecedores elétricos. 

 

Os anos 90 foram ainda mais marcantes para a empresa, que investiu seus esforços exclusivamente para a criação, produção e comercialização de aparelhos de uso residencial, diferenciando-se pela qualidade dos produtos e as soluções tecnológicas oferecidas. A partir de então, a Lorenzetti passou a contar em seu portfólio com purificadores de água, metais sanitários e aquecedores de água a gás. 

 

Atualmente, além de ser líder em duchas, chuveiros, torneiras elétricas e aquecedores de água a gás, a empresa conta com mais uma fábrica instalada em Poços de Caldas, em Minas Gerais, que concentra a produção de louças sanitárias. Outro investimento recente, em 2012, foi na comercialização de lâmpadas fluorescentes, LED e de alta potência, grandes apostas da empresa para o setor de iluminação. A companhia também se destaca no plano de exportação, com operações na América do Sul, África e Ásia. 

 

“Acreditamos que o comprometimento de todos os mais de 4 mil colaboradores tornam a Lorenzetti uma empresa especialmente diferenciada. A busca pelo desenvolvimento de soluções de qualidade e eficientes passa pelo empenho de todos, caminhando sempre com o objetivo em comum, consolidando a Lorenzetti como uma das principais indústrias brasileiras”, conclui Galina. 

 

 - Fábrica da Lorenzetti em operação na década de 60


 - Visão aérea da fábrica da Lorenzetti na década de 70


 - Uma das atuais fábricas da Lorenzetti localizada na Mooca, em São Paulo